Alto da Boa Vista – Mato Grosso

Alto da Boa Vista – Mato Grosso

Alto da Boa Vista – Mato Grosso
Criado em 19 de dezembro de 1991, pela Lei Estadual 5.894, o município de Alto Boa Vista foi desmembrado dos municípios de São Félix do Araguaia e ribeirão Cascalheira. Seu nome foi batizado por Ailon Vieira Diniz, proprietário da Imobiliária Boa Vista, que tencionou montar uma cidade planejada, formada por posseiros e retirantes de fazendas vizinhas como: Agropasa, Bandeirantes, Gameleira, Azulona, Bordon e Suiá-Miçú. O impulso inicial foi o conjunto de fatores como a construção de grandes graneleiros da Casemat que tornou o local um polo inicial de habitação. A distribuição de lotes baratos ou gratuitos e a extinção de grandes fazendas como a Agropasa e a Suiá deu inicio ao povoamento de Alto da Boa Vista.

O Primeiro prefeito de Alto da Boa Vista foi Alcides Milhomem. Em sua administração foi implantado o primeiro asfaltamento urbano e a vinda de novos habitantes e investidores no núcleo urbano.

Parte do município, próximo ao Posto da Mata vem sendo disputado por Índios Xavantes, que tem trazido intranquilidade ao município. O município de Alto da Boa Vista integra a Comarca de São Félix do Araguaia.

Geografia
Área: 2.241 km²
Distância da Capital (Cuiabá): 1.109 km
População: 5.680 hab.
Gentílico: Alto boavistense
Clima: Tropical
Biomas: Cerrado e Amazônia

A hidrografia do município de Alto da Boa vista faz parte da Bacia Hidrográfica do Tocantins. O principal rio que corta o município é o Rio Comandante Fontoura que é afluente do Rio Xingu.

Economia
A base da economia de Alto da Boa Vista é a agricultura (feijão, soja, arroz e milho), pecuária de corte e leiteira. A cidade de Alto da Boa vista tem como maior evento festivo a Vaquejada que está relacionada ao potencial econômico do município.

www.megatimes.com.br

Mega Movie