Maceió, Capital do Estado de Alagoas

Maceió, Capital do Estado de Alagoas
Maceió - Capital do Estado de AlagoasMaceió é um município brasileiro e a capital do estado de Alagoas. Localizada no Nordeste do país, tem uma população de 1.050.100 habitantes (2017) e um território de, aproximadamente, 503 km². Integra, com outros dez municípios, a Região Metropolitana de Maceió, totalizando cerca de 1.210.384 milhão de habitantes (IBGE/2011). Sua altitude média é de sete metros acima do nível do mar, e tem uma temperatura média de 30 °C. O município situa-se entre o oceano Atlântico e a lagoa Mundaú, que tem grande importância econômica para os povoados de pescadores que vivem em sua margem. É sede da Universidade Federal de Alagoas. Considerada a capital mais fria do nordeste com temperaturas médias de 25º até 29°C durante o ano inteiro, no inverno temperaturas caem para até 18°C.

História de Maceió

Período colonial
No início da colonização, no século XVII, navios portugueses atracavam onde hoje é o porto e bairro do Jaraguá, local em que eram carregadas as madeiras das florestas litorâneas. Este Porto também serviu, mais tarde, para o embarque do açúcar produzido pelos engenhos localizados nas proximidades da cidade.

Antes de sua fundação, morava onde hoje é o bairro da Pajuçara Manoel Antônio Duro que recebeu em 1609 uma sesmaria de Diogo Soares, alcaide-mor de Santa Maria Madalena.

Mais tarde em 1673 as terras foram mudadas de dono, o rei de Portugal determinou ao Visconde de Barbacena a construção de um forte no bairro do Jaraguá.

Maceió - Capital do Estado de AlagoasMaceió - Capital do Estado de AlagoasMaceió - Capital do Estado de Alagoas
O pequeno povoado havia uma pequena capela em homenagem a Nossa Senhora dos Prazeres.

A vila de Maceió foi desmembrada em 5 de dezembro de 1815, da Vila de Santa Maria Madalena da Alagoa do Sul, ou simplesmente Vila de Alagoas, atual cidade de Marechal Deodoro. Em 9 de dezembro de 1839 deu-se a elevação à condição de cidade, principalmente por causa do desenvolvimento advindo da operação do porto de Jaraguá, um porto natural que facilitava o atracamento de embarcações, por onde eram exportados açúcar, tabaco, coco e especiarias. Em 16 de dezembro de 1839, é inaugurado o município de Maceió, tendo seu primeiro intendente Augustinho da Silva Neves.

Geografia de Maceió

Por centenas de anos formaram-se terrenos alagados, devido ao acúmulo de sedimentos oriundos dos rios Mundaú e Paraíba do Meio. O mar também contribuiu com sedimentos, fechando as fozes dos respectivos rios, formando assim o que hoje conhecemos por Lagoas Mundaú e Manguaba, um dos maiores complexos estuarinos do Brasil.

Foi sobre esses alagadiços e restingas que a cidade de Maceió cresceu. Dois bairros da capital abrigam pouco menos da metade da população, são eles: Benedito Bentes e Jacintinho, ambos com 200 mil habitantes cada. O Jacintinho é um bairro próximo ao centro da cidade, cercado por grotas e, apesar de ser vizinho da área mais valorizada da cidade, possui habitantes com baixa renda em sua maior parte. Já o Benedito Bentes é um conjunto habitacional criado há mais de vinte anos que, atualmente, abriga muitos outros conjuntos ao seu redor, que juntos às favelas e grotas formam o bairro. Já tramitou na Câmara Municipal de Maceió uma proposta para o desmembramento do Benedito Bentes de Maceió, transformando-o em uma nova cidade, porém, sem sucesso. Maceió possui sete Regiões Administrativas.

Situa-se na faixa costeira do Nordeste oriental, inserida nos domínios da Mata Atlântica. Estende-se por uma área de aproximadamente 500 km², dos quais 212 km² compõem sua área urbana.

Sua altimetria varia entre 0 metro ao nível do mar e 20 metros na planície litorânea, passando entre 20 e 180 metros nas encostas e nos topos dos tabuleiros e 300 metros no topo da serra da Saudinha, extremo norte do município.

Fonte: www.megatimes.com.br

LUCIANO MENDE Farias