Vaticano, Geografia e História da Cidade do Vaticano

Vaticano - Geografia e História da Cidade do Vaticano

VaticanoO Vaticano é uma cidade-estado e o menor Estado independente do mundo, encravado na zona norte de Roma. Deve a sua existência ao fato de ser a residência oficial do Papa e de ser a sede da Igreja Católica e também da Igreja Católica de Rito Latino, a maior e a mais conhecida e numerosa das 23 Igrejas sui juris que constituem a Igreja Católica. A Santa Sé (latim: Sancta Sedes), ou Sé Apostólica, do ponto de vista legal, é distinta do Vaticano, ou mais precisamente do Estado da Cidade do Vaticano. 

Geografia – Área: 0,44 km². Hora local: +4h. Clima: mediterrâneo.

População – 912 (2016). Idiomas: italiano, latim (oficiais). Religião: cristianismo 100% (católicos 98%, sem filiação 2%). Moeda: euro.

Economia – Moeda: euro. Fontes de renda: Fundo de São Pedro (donativos), Instituto per le Opere di Religione (Banco do Vaticano), administração do Patrimônio de Santa Sé (juros de investimentos).

Relações Exteriores – Embaixada: Tel. (61) 223-0794, fax (61) 224-9365 – Brasília (DF); e-mail: nunapost@solar.com.br.

Governo – Papado vitalício. Div. administrativa: Santa Sé (órgão supremo da Igreja Católica) e Cidade do Vaticano (sede da Igreja). Chefe de Estado: papa Francisco XVI.  Partidos: não há. Legislativo: não há. Constituição: 2001.

Cidade do Vaticano
Cidade do Vaticano
Sede da Igreja Católica e residência oficial do papa, o Vaticano é o menor país do mundo. Seu território se resume a um enorme quarteirão no coração de Roma, a capital da Itália. Diariamente, milhares de turistas lotam o pequeno Estado – habitado apenas por membros da Igreja e da seleta guarda suíça – para apreciar suas obras de arte, como os afrescos com cenas do Velho Testamento, pintados por Michelangelo no teto da Capela Sistina. O Vaticano mantém-se com donativos, investimentos de capital e rendas obtidas com o turismo.

História do Vaticano

Durante quase mil anos, desde o Império de Carlos Magno (século IX), os papas reinam na maioria dos Estados da península Itálica. A unificação italiana, no fim do século XIX, absorve os Estados pontifícios. Em 1870, as tropas do rei Vittorio Emmanuel II entram em Roma e anexam a cidade. O papado não reconhece a nova situação e se considera prisioneiro. Em 1929, o ditador italiano Benito Mussolini e o papa Pio XI assinam o Tratado de Latrão e o de Concordata. Pelo primeiro, a Itália admite a soberania da Santa Sé sobre o Vaticano e concede indenização pelas perdas territoriais. O outro torna o catolicismo a religião oficial da Itália, condição revogada apenas em 1984. O papado de João XXIII (1958/1963) abre diálogo com outras igrejas e com o mundo laico. O processo desemboca no Concílio Vaticano II (1962/1965), o primeiro concílio ecumênico em quase 100 anos. As encíclicas sociais de João XXIII, Mater et Magistra e Pacem in Terris, e de seu sucessor, Paulo VI (1963/1978) – Populorium Progressio –, abrem caminho para a Teologia da Libertação (1968) e para o alinhamento de parte do clero com a esquerda.
Mapa do VaticanoConservadorismo – João Paulo I, sucessor de Paulo VI, tem um pontificado de apenas 33 dias, em 1978. É sucedido pelo polonês Karol Wojtyla, que adota o nome de João Paulo II. Wojtyla é o primeiro papa não-italiano desde o século XVI. Conservador, reforça a disciplina na Igreja e diminui a influência do clero progressista. João Paulo II sofre atentados em 1981 e 1982. O Vaticano divulga em 1998 nota de arrependimento em nome de católicos que colaboraram na perseguição nazista aos judeus na II Guerra Mundial. Em 2000, o papa pede perdão pelos pecados da Igreja no passado.

Entra em vigor em 2001 a Constituição do Vaticano, que separa mais claramente os poderes na administração. No ano seguinte, o papa define novas normas sobre julgamento em cortes eclesiásticas, depois que padres e bispos dos Estados Unidos (EUA) são processados por abuso sexual de crianças. Em junho de 2004, durante audiência no Vaticano, João Paulo II repreende o presidente dos EUA, George W. Bush, por causa da guerra contra o Iraque.

Papa Bento XVI - (em latim Benedictus PP. XVI, em italiano Benedetto XVI), nascido Joseph Alois Ratzinger, (Marktl am Inn, Alemanha, 16 de abril de 1927) é o Papa desde o dia 19 de Abril de 2005. Foi eleito como o 266º Papa com a idade de 78 anos e três dias, sendo o actual Sumo Pontífice da Igreja Católica. Foi eleito para suceder ao Papa João Paulo II no conclave de 2005 que terminou no dia 19 de Abril.

Renuncia de Bento XVI - A renúncia do papa Bento XVI foi anunciada na manhã do dia 11 de fevereiro de 2013, quando o Vaticano confirmou que ele renunciaria ao papado em 28 de fevereiro, às 20h.A decisão de Bento XVI em renunciar ao cargo de líder da Igreja Católica o tornou o primeiro papa a abdicar do posto desde o papa Gregório XII, em 1415,que o fizera durante a Grande Cisma do Ocidente, e o primeiro a renunciar sem pressão externa desde o papa Celestino V, em 1294 . Foi um gesto inesperado,já que na história moderna os papas se mantiveram no cargo até a morte, para que só então fosse escolhido um sucessor. O papa comunicou que sua saúde frágil era a razão de sua renúncia. O Conclave de 2013 elegeu seu sucessor, Francisco.

Papa Francisco (Franciscus, em Latim) - O Papa Francisco foi o primeiro papa das Américas, nascido em Buenos Aires, Argentina, no dia 17 de dezembro de 1936), como o nome de Jorge Mario Bergoglio, é o 266.º Papa da Igreja Católica e atual Chefe de Estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI, que abdicou ao papado em 28 de fevereiro de 2013.

É o primeiro papa nascido no continente americano e também o primeiro latino-americano, o primeiro pontífice do hemisfério sul, o primeiro papa a utilizar o nome de Francisco, o primeiro pontífice não europeu em mais de 1200 anos e também o primeiro papa jesuíta da história. Tornou-se Arcebispo de Buenos Aires em 28 de fevereiro de 1998 e foi elevado ao cardinalato em 21 de fevereiro de 2001, com o título de Cardeal Presbítero de San Roberto Belarmino. Foi eleito papa em 13 de março de 2013.

www.megatimes.com.br

LUCIANO MENDE Farias